sábado, 26 de julho de 2008

AS MULHERES FANTASMAS E O MENDIGO

As mulheres
Que passam por mim
Acariciando-me
Ao sol longo da tarde
Na rua cheia de gente
Não são
De carne e osso:
A sombra são.



jjLeandro

2 comentários:

neo-orkuteiro disse...

JJ, do seu blog no GO vim aqui, para conhecê-lo "em outra", e de cara leio este poema sobre mulheres, mendigo e sombras. Eta! Valeu! Qualquer dia ainda faço eu também um poema assim. Veleidades literárias minhas.

Lu N disse...

Olá, Poeta!
Lindos, seus poemas! Acabei de rabiscar um e gostaria que lesse. Está programado para sair amanhã,(quarta-feira) no viaviagens.blogspot
Um abraço,
Lu N.