segunda-feira, 4 de maio de 2009

Odisseia

O sol teceu sua mágica
na flor
de plástico descorada
na mesa da varanda.

Quando Ulisses partiu
era vermelha como sangue.
Na volta,
perguntou a Penélope:
é outra?

Ela simplesmente
choramingou saudosa:
pensei
que nunca mais voltasse.



jjLeandro

Um comentário:

Nydia Bonetti disse...

jj
O sol também tece em nós sua mágica... Bonito demais.
Um abraço.