sábado, 3 de maio de 2008

À PROCURA

.
Carência

Não tenho à vista
Mas sinto
O que quero.
E pra conquista
Me esmero.

jjLeandro

Um comentário:

Rafaela Silva Santos disse...

Eitá Leandro esse esmero é bem compreendido...pequeno poém bem construido.Beijuuss