domingo, 22 de abril de 2007

UMA HOMENAGEM ÀS MÃES

Mãe de Ternura (http://baixaki.ig.com.br/imagens/wpapers/BXK9360_mae-da-tenura800.jpg - Direitos Reservados)


UMA CRÔNICA DE jjLeandro


Dia das mães

Uma data realmente para comemorar, afinal mãe é única. E é insubstituível. Para os filhos não adianta o pai tentar outra quando a original morre ou o casal se separa. Eles sabem com qual alcunha a postiça será tratada: madrasta. Um substantivo feminino estigmatizado de tal forma na relação familiar que foi alçado à condição de adjetivo pejorativo: má, cruel. No dicionário, somente nos antônimos há um refresco, porque - como nos espelhos - há uma inversão: bondosa.
Mas vamos aqui falar apenas da mãe original, afinal todos nós temos ou já tivemos uma. Até a madrasta. Além desta, uma outra e muitas vezes injustiçada tem ou já teve e também é mãe: a sogra. Sim, sogra também é mãe. Se pelos genros e noras ela é tão vilipendiada - todas pagam pela má fama -, para os netos ela é mãe duas vezes. E a aura que reveste as vovós é extremamente positiva. As vovozinhas são sempre doces, acolhedoras, gentis. São a bonomia em pessoa. Pode no círculo familiar alguém ter dupla personalidade como nos filmes de ficção científica, uma hora boa, outra hora má? Ou isso é apenas implicância de genros e noras? As noras nunca devem esquecer que também elas um dia deverão ter a honra de serem sogras. Mas deixo essa polêmica para os psicólogos de plantão.
Quisera eu, como sei que milhares de pessoas também quereriam, ter ainda a minha mãe. Ela já faleceu. Quando a temos por quase toda a nossa vida, não importa a nossa idade, seremos sempre crianças. A atenção e o amor de mãe não nos permitem nunca atingir a fase adulta. É que mãe só sabe ser carinhosa. Até quando nos repreende ou castiga quer o nosso bem. É um alerta a nos desviar do perigo e a mostrar o caminho certo que a experiência e o amor de sua mãe lhe ensinaram.
Mãe, além de mãe, é o anjo da guarda dos filhos. E sendo assim, mãe nunca morre. As que já se foram estão em outro plano cuidando de nossa segurança. Quando em casos de extremo perigo dizemos: “Escapei porque meu anjo da guarda estava de plantão”, é certo que foi pela interferência da mãe alçada à condição desta entidade. Mas aí surge um problema: quem ainda tem a mãe viva, qual é o seu anjo da guarda? Uma ancestral materna que cuida dela e dos filhos.
O amor materno nos protege sempre. Mas mãe, bem sei, nunca se queixa; se reclamasse, tentaria saber as razões de algumas injustiças. Por que dizemos, quando queremos magoar alguém: “Filho de uma puta”? Ainda que realmente seja, puta é uma mãe como qualquer outra. A condição social ou moral de uma mulher não a desqualifica como mãe.
Acho que mãe devia ser venerada por decreto federal. E aí, quem desmerecesse a sua ou a de outrem pagaria uma pena. Talvez assim os árbitros de futebol fossem os primeiros beneficiados e suas mães pudessem ir aos estádios verem a atuação de seus filhos, vibrando de emoção mesmo que ouvissem em algum momento a torcida dizer, quando não concordasse com a arbitragem: “Filho de uma mãe!” Isso não é pejorativo. Até quem grita essa sentença é também filho de uma mãe. Todos nós somos, com muito prazer.



Postado por jjLeandro - 10/05/2007 - 22h20min


.............










Flores- Fotos de Osvaldo Barreto


Às mães, flores. De todos os tipos, de todos os cheiros, de todas as cores. Para as mães, carinho. Que seja um afago, que seja um mimo. Mas que seja sincero e com muito ardor, afinal nos deram a vida, por amor.


postado por jjLeandro, terça-feira, 8 de maio, 22h10min


*********************














Mãe...e mães

Mãe nunca é perfeita
É esquerda é direita
A mãe só tem coração
(Mas há as desumanas, essas sem alma
Que esqueceram a essência
Do motivo desse gerar
De caráter poder moldar)
Mãe é flor é riso
Ela mora em muitas casas mas sempre é a mesma
Tem vários rostos
Tem várias bandeiras
No fundo mãe é sempre mãe
É aquele pedacinho que é nosso
É a sombra onde me encosto
Mãe...é a única mão aqui
Que nos entende
Que nos ama sem precedentes
Que quando se vai
Muita falta faz.
Mãe...nem sempre a compreendemos

As lombadas que percorremos
Somos sempre seus bebês
Aos teus olhos pra sempre
Na vida o maior presente
És tu no meu ser.

Rafaela Silva Santos

Postado por jjLeandro em 2/5 - 19h13min

********************************************************

UMA POESIA DE MARCOS ANDRÉ CARVALHO LINS









Marcos (Foto)



mãe

Filhos nascem todos os dias,
Mães florescem no sempre mas nunca são acolhidas como merecem
Por quê?
Colhe-se a flor, pétala por pétala
Mas as mãos (imperfeitas) não podem acolher a luz,
Assim como os olhos(limitados) não podem enxergar as mães como são
Pois, apenas o que é infinitamente belo pode gerar vida...
E o sonho dos seres é acolher as mães tal qual os olhares captam as nuanças luminosas...
Impossível!
Antes da luz, antes mesmo das trevas, a mulher já era mãe!


Postado por jjLeandro em 28/04 às 09h21min




Veneza de Brasileiros



Paulo Silva (foto)
*
*

UMA POESIA DE PAULO SILVA
*





*
O QUE É SER MÃE


Mãe tu és a luz do meu viver
Tu és a felicidade no mundo
Tu és o amor mais profundo
Tu és luz ao anoitecer
Foste tu que deste o ser
A tantas alminhas na terra
O teu coração encerra
Tanto amor tanta ternura
Tu és a alma mais pura
És minha vida, meu bem-querer

Só tu deixas de comer
Para dares aos teus filhinhos
Enchendo-os de muitos carinhos
Podes-te deixar morrer
Tu nunca deixas de ser
A mulher mais caridosa
És linda como uma rosa
Tu és tudo o que há de bom
Só tu mãe tens o bom dom
De a todos enternecer

Tu nasceste para sofrer
Por todas as tuas crias
Não conheci nos meus dias
Coisa melhor
Podes querer
Ser mãe é, amar e sofrer
Cantinho do Poeta
*
Postado por jjLeandro em 23/04 às 18h45m

************************************************************








Mãe com seus filhos - William-Adolphe Bouguereau
*
DE HOJE ATÉ O DIA DAS MÃES FAREI AQUI NESTE ESPAÇO UMA JUSTA HOMENAGEM. E SE VOCÊ INTERNAUTA QUE É APENAS LEITOR OU BLOGUEIRO, ESCRITOR, PINTOR, CARTUNISTA, DESENHISTA OU FOTÓGRAFO TEM UM TRABALHO SEU HOMENAGEANDO AS MÃES E DESEJA PARTILHAR CONOSCO DESSA ALEGRIA, ENVIE SEU TRABALHO PARA O EMAIL jjleandro60@hotmail.com QUE ELE SERÁ POSTADO AQUI.
MAS NÃO ESQUEÇA: O ESPAÇO DEVERÁ SER UTILIZADO APENAS PARA DIVULGAÇÃO DE SUA ARTE. NÃO NOS ENVIE TRABALHO DE AUTORES CONSAGRADOS E BASTANTE CONHECIDOS. QUEREMOS DIVULGAR VOCÊ E SUA ARTE.

VAMOS LÁ? MÃOS À OBRA!!












Abro a série com uma poesia minha





*











Mãe





Mulher maiúscula





acalenta





os dois filhos vogais





com o cobertor do til.





************************************************************

12 comentários:

Marco Roberto. disse...

Leandro:

Agradeço-te o convite: incumbirei alguma de minhas criaturas literárias de tecer uma filigrana com que te eu adorne este mimoso recanto dedicado às mães.

Um abraço do admirador,

Marco Roberto.

Paulo Silva disse...

Olá Leandro como vai?
Excelente esta sua iniciativa,pois mãe é o ser mais sincero que encontramos neste mundo,e tudo merece.Vou tentar enviar-lhe algo.
Mas o meu tempo é muito curto.
Gostei da sua cronica n jornal
"o globo online" e já fiz o meu modesto comentário.
Deixo um forte a braço e um bom inicio de semana.
Paulo Silva.

un dress disse...

da delicadeza:

engolir em seco...

un dress disse...

ensaio segundo:


da pura delicadeza.


engolir


em


seco.




beijO :)

Paula Raposo disse...

Fico contente de ler aqui o Paulinho!! Beijos.

Freyja disse...

que bello homenaje a las madres
y que mas hermoso que bellos poemas
ademas de mi amigo Paulo Silva que escribe hermoso
que hermoso trabajo esta haciendo amigo, nunca le he escrito a la madre y hay tanto que decir de ella y su amor tan incondicional que dura toda una vida, es el amor mas puro y noble
Mamá que palabra mas hermosa y que bello es saber que se tiene todavia
mi mamá esta lejos, pero la siento cerca siempre
te dejo muchos cariños y disculpas por no haber llegado antes a saludarte, he estado con muchas cosas
cuidate mucho y que la semana siga linda amigo
besitos


besos y sueños

Freyja disse...

ahhh me falto algo
Felicitaciones por tu articulo en GLOBO ON LINE, esta muy buena
te dejo muchos cariños y cuidate
besitos


besos y sueños

Rafaela Silva Santos disse...

Leandro está linda essa sua homenagem para as mães,eu achei de uma delicadeza incrível...lindo!De sua fã.Beijuuss

ana. disse...

Boa Noite!
Vim a convite da Rafa...e adorei a iniciativa, se poeta fosse entregaria naum apenas um verso, ms td a minha rima e meus versos imperfeitos pra esta q é mais perfeita tradução do amor, mãe!
Ms, c certeza virei mais vezes ler as contribuiçoes dos nobres poetas q traduziram td a beleza q há no ato de ser mãe!
Beijos Poéticos.
;**

João Gustavo disse...

Muito boa a sua idéia. Você está sempre dando espaços para que as pessoas possam divulgar seus trabalhos, e isso é muito legal. É bom que haja pessoas generosas como você, parabéns!

un dress disse...

bOm.dia!!


beijO :)

angela maria ribeiro de paula disse...

minha maezinha♥ .ao ver seu corpo inerte senti uma dor tao profunda lagrimas caiam sem limites no meu rosto Como pode isso acontecer fiquei a me perguntar .. me calei no doce pensar Que aquela tao santa mulher DEUS me deu para de minha vida viesse participar Miçao cunprida.. agora com DEUS foi morar la no ceu esta agora a contenplar aquele que um dia uma MAE tambem quis ter JESUS . e vivendo nessa certeza vou de meus filhos cuidar quem sabe um pouquinho dessa tao santa maezinha um pouquinho se igualar